Sem categoria

PASTORAL DA MULHER REVIVE HISTÓRIA DE PADRE SERRA JUNTO ÀS MULHERES

Compartilhar

No último dia 11 de maio comemorou-se um marco muito importante para Congregação e Projetos Oblatas, o nascimento de José Maria Benito Serra, que ao lado de Madre Antonia, fundou a primeira casa de acolhida para mulheres em situação de prostituição.
 
Serra, como um discípulo de Jesus, se sensibilizou com a situação das mulheres que sofriam com o estigma da prostituição e se encontravam em situação de extrema vulnerabilidade, afetadas por doenças e discriminação, e internadas no subsolo do hospital São João de Deus, na cidade de Madrid-Espanha. Serra ouviu atentamente à confissão dessas mulheres e com atitude fraterna, abençoou e acolheu às suas dores, dizendo: “se todas as portas se fecham, eu lhes abrirei uma…”


Seguindo os passos de Jesus Redentor, ele se baseou na misericórdia, no amor ao próximo e no olhar humano para seguir com a sua obra, a qual damos continuidade com a Missão Oblata no Brasil e no mundo.

Com esse advento a Pastoral da Mulher – Unidade em Juazeiro BA,  realiza durante essas duas semanas uma exposição que conta um pouco da trajetória de Padre Serra desde seu nascimento e infância, até o momento de seu falecimento. O objetivo dessa atividade é de levar até as mulheres assistidas um pouco da história de vida dos fundadores e da Missão Oblata.

Fonte: Pastoral da Mulher – Unidade Juazeiro BA

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *