Sem categoria

Ação Conscientizadora

Compartilhar
BASTA DE VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES- ACONTECE NESTE FINAL DE SEMANA EM PETROLINA

O mês de janeiro é marcado pelo início do verão, período em que o fluxo de pessoas aumenta, principalmente nas áreas de lazer, a exemplo das ilhas. Pensando nisso, a Secretaria Municipal da Mulher, em parceria com a Secretaria da Mulher do Estado, dará início, neste final de semana, às atividades da campanha estadual “Basta de violência contra as mulheres”.

É com o intúito de minimizar os casos de violência e desenvolver uma ação conscientizadora, que durante os dias 26 e27 de janeiro, uma equipe estará nos pontos turísticos- Pedrinhas e Rodeadouro-, de Petrolina, incluindo as travessias e restaurantes próximos, fazendo panfletagem, adesivaço, alé de fiscalizar e orientar os banhistas sobre os procedimentos para denunciar os casos de violência contra as mulheres.
 
Segundo a secretária da mulher, Roseane Farias, a ação de verão é necessária e eficaz. “Neste período há um fluxo maior de pessoas e de turistas na cidade, principalmente nas áreas de lazer, uma grande oportunidade para a secretaria atuar, a fim de diminuir os casos de violência contra as mulheres”, explica.
 
Para denunciar, a população pode ligar para o telefone da Secretaria da Mulher (87)3867-3516, do Centro de Referência de Atendimento à Mulher- CRAM (87)3861-4620 ou pra a Central de Atendimento à Mulher (180).

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *