Dia da Mulher será amplamente comemorado em Petrolina

Compartilhar
No próximo 08 de março, data em que se comemora o dia Internacional da Mulher, a cidade de Petrolina contará com uma programação diversificada para prestigiar as mulheres petrolinenses. A iniciativa é da Secretaria da Mulher do Município. A partir das 16h, a Orla da cidade se transformará em um grande palco de apresentações musicais e artísticas, dentre elas o show da cantora Ana Costa.
Para abrilhantar ainda mais as comemorações, serão expostos no local objetos artesanais produzidos pelo grupo das Mulheres Talentosas, que atualmente conta com 120 integrantes cadastradas.
 
Segundo informações da Secretaria da Mulher, estarão presentes no evento toda a rede de atendimento a mulher, ONGs, além de outras secretarias parceiras, que abraçaram o evento, tais como: Secretarias da Saúde, Secretaria da Educação, Secretaria do Desenvolvimento Social, Secretaria de Acessibilidade, Secretarias de Turismo, Secretaria de Comunicação.

“O Dia da Mulher vinha sendo comemorado, desde início do século XX, em outras datas, no entanto, de acordo com alguns registros históricos, o dia 08 de março, ficou conhecido como dia Internacional da Mulher, isto, a partir de meados de 1920, depois de uma conferência na Dinamarca, como forma de prestar homenagem as 130 tecelãs que morreram carbonizadas no ano de 1857 dentro de uma fábrica em Nova Iorque (EUA). O ato de crueldade, segundo consta, se deu em decorrência de retaliação pelas lutas travadas por elas em busca de igualdade de classe e melhores condições trabalhistas”, enfatiza a secretária da Mulher, Roseanne Farias.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.