Pastoral da Mulher de Juazeiro promove atividade para elevar autoestima das mulheres

Compartilhar
Buscando trabalhar importância do cuidado com o corpo das mulheres atendidas pela instituição, a Pastoral da Mulher de Juazeiro promoveu a atividade “Saúde e Exercício Físico”. Fruto de reflexão numa roda de conversas com as mulheres, quando elas perceberam que o corpo precisa de carinho e atenção especial, zelando e oferecendo-lhe o que há de melhor.
Como disse Joanna de Ângelis no livro “Dias Gloriosos”: “Todo corpo físico merece respeito e cuidados, carinho e zelo contínuos, por ser a sededo Espírito, o santuário da vida em desenvolvimento”
Logo em seguida, embaladas pela dança do ventre, conduzidas pela Professora Cintia Catherine, da academia Refea Center, foi possível perceber e aprender que a dança do ventre ajuda a recuperar a autoestima, resgatar o equilíbrio, os impactos físicos e psicológicos são notórios.
A dança do ventre vem de origens tão antigas quanto misteriosas, é uma arte encantadora e um excelente exercício físico.  Muito mais do que uma dança sensual, trata-se de um excelente exercício de baixo impacto que com seus movimentos em linhas arredondadas se adapta perfeitamente ao desenho natural do corpo da mulher oferecendo flexibilidade e tônus muscular de forma suave e duradoura, além da possibilidade de expressar e entrar em contato com as emoções através da música e da dança.
Assim, a beleza dos movimentos é reflexo de um longo caminho que se deve percorrer.  A dança do ventre desperta o corpo, e a força da mulher.


Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.