PASTORAL DE JUAZEIRO PROMOVE O 2º ENCONTRO DOS GRUPOS COMUNITÁRIOS

Compartilhar
No dia 3 de dezembro aconteceu em Juazeiro, na Chácara Vitória, o 2º encontro dos grupos comunitários: “Mulheres Borboletas”, do bairro Itaberaba e “GMEL: Grupo Mulheres em Libertação”, do bairro Antônio Conselheiro, ambos acompanhados pela Pastoral da Mulher.

A finalidade do evento foi promover a integração entre as mulheres e avaliar o processo vivenciado durante o ano de 2014.

O desenvolvimento dos trabalhos esteve sob a condução das agentes: Adjany Fernandes, Ana Paula Santos, Joice Oliveira, Maria das Neves e Tamirys Riesenberg.

No primeiro momento do dia, houve um trabalho em grupo, propiciando espaços de reflexão sobre as experiências que vem se dando em cada realidade, onde as participantes destacaram que através dos trabalhos desenvolvidos, obtiveram crescimento, tanto a nível pessoal como grupal, tendo a oportunidade de conhecer outras pessoas, estabelecendo dessa forma, novos laços de amizade.

Do mesmo modo, valorizaram o acompanhamento prestado pela Pastoral, que vem possibilitando uma ação conjunta para a busca de melhorias, a exemplo das mobilizações, através de abaixo assinados onde as mulheres tiveram iniciativas de reivindicação, contatos e articulações com lideranças políticas ou ainda representações governamentais do município.

Dessa forma, as mulheres demonstraram motivação e interesse de seguir a experiência no próximo ano.

Neste dia houve também espaços para o lazer e atividades recreativas, tanto para as mulheres, como para os/as seus/suas filhos/as.

Ao final, foram realizados os agradecimentos procedidos de oração e partilha um saboroso lanche preparado pelos grupos.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.