Outubro Rosa – O mês dedicado à prevenção

Compartilhar

O mês de outubro se tornou referência quando o assunto é a prevenção do câncer de mama. A campanha que é realizada anualmente a nível mundial, possui como objetivo alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce da doença.

De acordo com o INCA – Instituto Nacional do Câncer, o câncer de mama é o mais incidente em mulheres no mundo, representando 24,2% do total de casos em 2018, com aproximadamente 2,1 milhão de casos novos. É a quinta causa de morte por câncer em geral (626.679 óbitos) e a causa mais frequente de morte por câncer em mulheres 1.
 No Brasil, excluídos os tumores de pele não melanoma, o câncer de mama também é o mais incidente em mulheres de todas as regiões. Para o ano de 2020 foram estimados 66.280 casos novos, o que representa uma taxa de incidência de 43,74 casos por 100.000 mulheres 2.

Nossa parceira, a Mastologista Silvana Lucena, traz mais informações sobre o câncer de mama, de uma forma bem ilustrada.

A Pastoral da Mulher busca sensibilizar o público atendido e todas as demais mulheres, estimulando-as a realizar os exames preventivos, pois acreditamos que o caminho para a diminuição das estatísticas inicia-se pela prevenção e um diagnóstico precoce.

Fonte: INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER / MINISTÉRIO DA SAÚDE Referências:

  1. WORLD HEALTH ORGANIZATION. International Agency for Research on Cancer. Globocan. Acesso em 05/02/2020.
  2. INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER (Brasil)Estimativa 2020. Incidência do Câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2019.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.