Parceria Mesa Brasil SESC

Compartilhar

O Mesa Brasil Sesc é uma Rede Nacional de Bancos de Alimentos que atua contra a fome e o desperdício. É formada por parceiros que doam excedentes de produção, que são alimentos fora dos padrões de comercialização, mas em condições seguras para o consumo. O programa atende prioritariamente pessoas em situação de vulnerabilidade social e nutricional assistidas por entidades sociais cadastradas.

A Pastoral da Mulher, em virtude do atual quadro socioeconômico das assistidas em razão do alargamento das desigualdades sociais, iniciou a parceria com o projeto no mês de março. A princípio foram realizados diálogo e cadastramento das mulheres, através de um formulário criado com o objetivo de compreender o perfil de consumo e a segurança alimentar dessas. 37 assistidas foram cadastradas e beneficiadas, nesse período.

A partir do mês de julho, a entrega dos alimentos passou a ser condicionada a participação em uma reunião mensal, onde discutiremos, de forma planeja e estratégica, temáticas relacionadas ao contexto social do país, direitos e deveres de cidadania; além de atividades educativas nas áreas de nutrição e reaproveitamento de alimentos, com o auxílio de profissionais da área.


Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.