DireitosEspiritualidadeJustiça SocialSensibilização

Água de mar, água de chuva, dia Mundial da Água…

Dia mundial da Água
Compartilhar

A água limpa e potável é um direito humano garantido por lei desde 2010, de acordo com a Organização das Nações Unidas – ONU.

O Dia Mundial da Água foi instituído Resolução 47/193 da Assembleia Geral das Nações Unidas, e tem o propósito de sensibilizar os líderes políticos e a sociedade civil para a conservação desse recurso fundamental para a manutenção da vida.

Segundo a Organização das Nações Unidas, atualmente, cerca de 2.2 biliões de pessoas não têm acesso a água potável e 4.2 biliões vivem sem saneamento adequado. É esperado que os efeitos das alterações climáticas aumentem estes números, se nada for feito. Estima-se que, até 2050, entre 3.5 e 4.4 biliões de pessoas terão acesso limitado à água, dos quais mais de mil milhões viverão em cidades.

“Valorizar a água”, este é o tema do Dia Mundial da Água deste ano. Seu uso racional e sua preservação são fundamentais para garantir qualidade de vida para a nossa geração e para as futuras. Pequenas atitudes de cada cidadão são fundamentais para a preservação desse recurso natural. Faça uso consciente da água!

Em comemoração à data, Roberto Malvezzi, o Gogó, assessor da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e das Pastorais Sociais da Diocese de Juazeiro/ BA, apresenta uma bela canção retratando a defesa aos rios, para assim mantermos a Vida!

Confira o vídeo:

Roberto Malvezzi (Gogó)

Pastoral da Mulher – Unidade Oblata em Juazeiro/BA.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *