Atendimento às mulheresCOVID-19DireitosmissãoMulheresProstituiçãoSolidariedade

PASTORAL DA MULHER E UNIÃO BRASILEIRA DE MULHERES BATEM UM PAPO SOBRE PROSTITUIÇÃO E PANDEMIA

Compartilhar

A Pastoral da Mulher – Unidade Oblata em Juazeiro/BA – participou no último 15 de março de uma live promovida pela União Brasileira de Mulheres (UBM) em Juazeiro, a fim de dialogar sobre sua atuação durante a pandemia. O evento virtual fez parte do ciclo de palestras, uma das ações da UBM em celebração ao Março Mulher, que visa levar informações às mulheres em torno da importância da luta por direitos.

Live UBM

A discussão virtual teve como objetivo central refletir sobre a situação das mulheres que exercem a prostituição, em contexto de vulnerabilidade social, público assistido pela Pastoral; e as estratégias usadas pela instituição para mitigar os efeitos da pandemia causada pela Covid 19, que teve início em 2020 e acarretou um acirramento da desigualdade social no país.

A coordenadora da Pastoral, Fernanda Lins, apresentou o perfil das mulheres atendidas pela Unidade de Juazeiro e a missão da Rede Oblata, presente no Brasil e em mais 14 países. Fernanda discorreu sobre o cenário da prostituição em tempos de pandemia, em que as mulheres se mantiveram na atividade procurando suprir necessidades financeiras e familiares. Destacou também que esse panorama levou a instituição a desenvolver novas estratégias de apoio e atendimento às mulheres, ainda que de forma remota.

A União Brasileira de Mulheres é uma entidade nacional, sem fins lucrativos, que luta pelos direitos e emancipação das mulheres, visando à construção de um mundo de igualdade contra toda opressão. Na Bahia está dirigida por Maria Quitéria Lima, também membro do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos das Mulheres. Segundo Quitéria: “a Pastoral da Mulher é uma instituição que realiza um trabalho de relevância na cidade de Juazeiro em prol das mulheres que exercem a prostituição, e por esse motivo a UBM lhe viabilizou o convite para a participação nessa ação.”.

A live foi encerrada com o agradecimento de ambas as instituições, que ressaltaram a importância do trabalho em rede e da sensibilização social acerca de temáticas muitas vezes invisibilizadas pelo poder público e outras camadas da sociedade.

Pastoral da Mulher – Unidade Oblata em Juazeiro/ BA

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *