Atendimento às mulherescidadaniaDireitosJustiça SocialMulheresRede SocioassistencialSaúde da mulherSensibilizaçãoSolidariedade

Cidadania e Direitos Sociais são temas de uma série de vídeos produzidos pela Pastoral em Juazeiro

Compartilhar

A cidadania deve ser entendida um processo em contínuo movimento, ou seja, uma construção coletiva que almeja a garantia dos Direitos Humanos em uma sociedade mais justa, igualitária e solidária.

A participação social é fundamental para o exercício da cidadania. E, uma das formas de exercer e contribuir para isso é denunciar as irregularidades na comunidade, no bairro e na cidade em que se vive.

A Pastoral da Mulher – Unidade Oblata em Juazeiro/BA, durante o mês de abril, abordou a temática “Cidadania e Direitos Sociais”, utilizando de pequenos vídeos sobre o tema e que foram produzidos pelos/as parceiros/as e profissionais nas áreas da educação, direito e saúde. Os vídeos são de boa compreensão, e possibilitam que as mulheres esclarecem dúvidas e obtenham informações à respeito de seus direitos enquanto cidadãs.

Vamos conferir?

… É necessário reivindicar melhorias para a coletividade.”

Érica Daiane – Comunicadora, professora, militante e ex-voluntária da Pastoral da Mulher

Advogada explica as principais diferenças entre aposentadoria e BPC.

Bruna Benevides – Advogada Previdencialista

“A saúde pública é um direito de cidadania, garantido pela Constituição Federal!”

Italo Ricelly – Enfermeiro e Voluntário na Pastoral da Mulher
Italo Ricelly – Enfermeiro e Voluntário na Pastoral da Mulher

Pastoral da Mulher – Unidade Oblata em Juazeiro/BA

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *