Cirandas Parceiras completa 7 anos em Juazeiro – BA

Compartilhar

O Grupo Cirandas Parceiras celebra 07 anos desde a sua criação. Em 2015, a Pastoral da mulher – Rede Oblata Juazeiro/BA – visualizou a possibilidade de a articulação social entre os serviços que compõem a rede de políticas públicas de Juazeiro/BA, em uma perspectiva especial de dar maior visibilidade a missão institucional e às demandas das mulheres em contexto de prostituição e vulnerabilidades sociais; além de conhecer e aproximar os outros programas, projetos e serviços públicos que atuam com a população no âmbito do acesso e garantia de direitos.

Consolidar a cidadania das mulheres e dos usuários dos demais serviços, tem sido o nosso horizonte.

A importância de tecer essa rede consiste no entendimento de que não podemos visualizar os sujeitos de forma segmentada. O olhar sobre a totalidade, e o estudo da coletividade para uma intervenção assertiva, são os principais caminhos para a superação das desigualdades e das múltiplas vulnerabilidades que afetam a vida de homens e mulheres em situação de vulnerabilidades e desproteção.

Nos últimos anos, estamos enfrentando dificuldades para manter esse espaço de forma diligente, o que reflete a conjuntura das políticas públicas diante de tantas contrarreformas e desfinaciamento, além das transformações sociais acarretadas pelo período pandêmico. Ainda assim, o Cirandas Parceiras persiste como espaço de resistência e continuamos buscando sua continuidade para que possamos permanecer discutindo e criando estratégias para efetivação da proteção social da população usuária por cada segmento.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais da Pastoral da Mulher – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais. 
Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.